Workshops, Cursos, Vicências e Experiências para Trabalhar o seu Potencial.

 

“O amor nunca é um relacionamento:

Amor é relacionar-se – É sempre um rio fluindo,

interminável.”

– Osho –

 

 

Qual foi a última vez que você fez alguma coisa pela primeira vez?

 

Primeiro dia de aula, primeira vez que você dormiu na casa de amigos, que saiu sozinho na rua, que andou de bicicleta ou nadou em um rio. As primeiras das primeiras vezes, aquelas de nossa infância, são presentes que recebemos de nossos familiares, professores e amigos nos apresentando o mundo.

Depois vamos por conta própria escolhendo o momento do que experimentar e quando. E o tempo de cada descoberta, de cada primeira vez, é definido pela nossa ousadia e a facilidade ou não de construir ou agarrar as oportunidades quando elas aparecem, usando algumas habilidades naturais e outras aprendidas.
A adolescência talvez seja o tempo que guarda muitas destas novidades que nós mesmos buscamos… Quem não se lembra do primeiro beijo? Da primeira viagem sozinho? Da primeira relação sexual? Que dirigiu sem companhia? Um show com amigos, o primeiro dia no emprego, ou a primeira ida à faculdade? E depois, a primeira vez que seus olhos se encontraram nos olhos de seu filho, ou a primeira vez que disse adeus a alguém querido que a morte levava…

Há também aquelas coisas que é bom ser prudente para nunca experimentar, nem mesmo uma vez sequer. Fazem parte de uma lista negra daquilo que pode nos destruir e empobrecer a nossa experiência humana. E há os golpes da vida que nos trazem algumas novidades dolorosas.

Mas é fato que os momentos floridos da vida têm muito da magia da primeira vez.

E via de regra, o tempo vai passando, as pessoas se perdem em suas rotinas, nos “eu tenho que”, na repetição de dias onde as escolhas estão quase ausentes e as primeiras vezes vão deixando de existir.

Na vida, tenho recebido muitos presentes fantásticos. E um deles é conhecer pessoas que mesmo com os cabelos enevoados, arriscam fazer muitas coisas pela primeira vez. Aquele curso superior que lhe agrada, dançar um tango na Argentina, mergulhar em Abrolhos, arriscar um novo amor, experimentar sabores novos… São pessoas lindas de se ver. Têm nos olhos um brilho puro como as crianças e uma força de viver que dá inveja a muita gente com pouca idade, mas “velha” por dentro.

  Desconfio que a abertura para experimentar o novo e reinventar a vida seja o elixir da juventude dessas pessoas. E inspirada nelas, deixo ligado o meu Eu que observa para estar atenta a me permitir provar o mundo em suas boas novidades e com isso fazer os meus dias mais encantados.

E você, diga para mim:

QUAL FOI A ÚLTIMA VEZ QUE FEZ ALGO PELA PRIMEIRA VEZ?

Dev Swaran

Sobre esta experiência:

Uma das grandes ilusões é acreditar em uma vida sem estresse. Estar vivo é experimentar pressões. Outra ilusão é que o estresse é negativo e gerador de dor e sofrimento.

Um mesmo estímulo, pode para uns ser doloroso, para outros um processo criativo, para alguns até mesmo agradável. Vários elementos contribuem para que a mesma situação seja experimentada de forma tão diversa.

Grande parte do estresse acumulado é decorrente dos “relacionamentos”, no sentido original da palavra, que vem da raiz relação, e por sua vez do latim ‘relatio’.
(relatar alguma coisa, ou relembrar, tentar trazer alguma coisa de volta).

As ideias pré-concebidas e crenças acabam por se tornar elementos que contribuem para a manutenção e aumento das situações de estresse, bem como impedimento para encontrar a resiliência, que é a capacidade de manter ou recuperar a integridade, ou a harmonia, após o estresse.

Você terá a chance de descobrir um pouco a respeito dos 6 principais relacionamentos que mais causam confusão, dor e conflito e algumas estratégias para fluir diante das situações adversas, bem como conhecer um pouco da riqueza presente em cada organismo e na psiqué, para lidar com as mais diferentes situações.

A arte de viver em paz, está na possibilidade de usufruir da capacidade que existe em cada um de estar relaxado diante do inesperado, e com abertura para desfrutar do potencial que a vida nos presenteia.

Ecos e Linguagem do Amor

Informações com Rayssa: (31)98475-9172

Vencer o Medo e a Cura do Trauma

Informações com Rayssa: (31)98475-9172

“Vem! Deixo aqui um pequeno exercício
que você pode fazer em qualquer lugar
e que pode mudar em muito seus estados
emocionais e mentais.”
– Dev Swaran –

Lutar… Fugir… Sentir-se derrotado… A vida é muito mais que isso.

“Mostre que está vivo.
Se você não reivindica a sua humanidade,
você se transforma em estatística.”
– Clube da Luta –

Ecos e Linguagem do Amor

Informações com Rayssa: (31)98475-9172

Vencer o Medo e a Cura do Trauma

Informações com Rayssa:  (31)98475-9172